Planejamento de Mídia Online: Por que e como fazer?

Planejamento de Mídia Online: por que e como fazer?

Criar uma fanpage no Facebook, um perfil no Twitter e outro no Instagram, uma conta no Snapchat e, ainda, canais em plataformas de vídeos. Para muitos gestores de comunicação, essas parecem ser as ações necessárias para se ter uma forte presença online, certo? Mas, qual a estratégia para gerir todos esses canais? É preciso criar e seguir um Planejamento de Mídia Online!

Apostar em tudo ao mesmo tempo nem de longe é a melhor estratégia de comunicação!

Não é preciso muito tempo acompanhando todos esses canais para que o gestor note que nem todas as plataformas são pertinentes aos objetivos da empresa. Algumas nem possuem formato e conteúdo relevantes dentro da sua área de atuação. Ou seja, não basta apenas criar perfis e contas nas redes sociais e investir em Ads. É preciso agir com estratégia e planejamento!

A importância do Planejamento de Mídia Online

Quando o assunto é mídia online, muitos profissionais imaginam que, quanto mais presença online, melhor será o retorno. Eles esquecem de algo importante: o planejamento. Essa será a ferramenta que vai alinhar os objetivos da empresa à sua atuação no meio digital. É nesse processo que está a chave para um investimento em mídia online bem-sucedido.

Se você é um gestor de comunicação em busca de resultados inovadores e criativos e enxerga nas mídias online um caminho para obtê-los, o texto de hoje é para você. Nele, vamos ensinar o passo a passo do Planejamento de Mídia Online perfeito. Vamos lá?

1. Faça um briefing

O briefing é o levantamento inicial, ou seja, o ponto de partida para a elaboração do planejamento. Ele deve ser pensando e escrito especificamente para essa finalidade. Os briefings feitos para campanhas anteriores podem ter informações que serão úteis para essa etapa, mas é necessário que se comece um briefing voltado especificamente para o planejamento de Mídia Online.

Se você está lendo esse artigo, é porque sabe que o meio digital é, atualmente, um dos melhores investimentos que uma empresa pode fazer. Ótimo! Esse é um sinal de que você é um profissional antenado. Mas, além disso, é preciso que você também saiba as respostas para as seguintes perguntas:

  • Quais são os objetivos da sua empresa?
  • Como esses objetivos podem ser alcançados com uma atuação online?
  • Para atingir os objetivos da sua empresa, a qual nicho digital o conteúdo da sua empresa pertencerá?
  • Quem são os concorrentes nesse nicho?
  • Quem é o público-alvo alvo da empresa?
  • Como esse público se comporta nos ambientes online?
  • Quais são os hábitos de compras online desse público?
  • A atuação online da sua empresa será temporária ou será uma das frentes permanentes de comunicação para sua empresa?

Perceba que, ao responder, essas perguntas, seu briefing estará pronto. Entretanto, cuidado! Mesmo que você seja um profissional familiarizado com a empresa e se sinta tentado a responder cada uma dessas perguntas de forma direta, não faça isso! Invista em pesquisas para responder às indagações.

Lembre-se que um dos maiores benefícios da atuação online é que — a partir de um planejamento e de pesquisas — existe uma imensa possibilidade de chegar a uma audiência qualificada e segmentada.

2. Escolha a estratégia que melhor se alinhe aos objetivos da sua empresa

Cada tópico do briefing tem como objetivo entender para atender os diversos públicos envolvidos na sua pretendida atuação online. Portanto, é com base nesses dados é que as estratégias serão delineadas. Como? Por exemplo: se a empresa tem um público jovem, é quase certo que sua estratégia online usará as redes sociais.

A partir dos hábitos desses jovens, será possível definir estrategicamente quais dessas mídias têm maior penetração entre eles. A escolha das redes, por sua vez, proporcionará um recorte de conteúdo e assim por diante.

Faz parte das decisões estratégicas:

  • Estipular quais serão sites — dentro do nicho de atuação — em que a empresa estará presente;
  • Definir quais buscadores utilizará;
  • Analisar se é pertinente ou não estar presente em determinados portais e plataformas.

3. Defina as táticas para executar sua estratégia

Se na etapa anterior você definiu que, para sua empresa, é importante atuar em portais, nessa etapa você definirá quais serão esses portais e como se dará essa atuação. Será com base em sua pesquisa, feita no primeiro item, que você indicará as táticas. Algumas delas são:

  • Banners animados ou estáticos: eles podem ser veiculados em diversos ambientes;
  • Rich Media: uma tecnologia que permite ao usuário interagir com anúncios contendo áudios e vídeos. Normalmente aparece flutuante na tela e pode expandir ou deslizar;
  • Anúncios InStream TrueView: esses anúncios aparecem em vídeos que estão hospedados em diversas plataformas. Nesse caso, o anúncio é cobrado apenas quando o usuário assiste aos 30 segundos;
  • Vídeos online com exibição de parceiros:  é quando sites “alugam” em suas páginas espaços para que sejam veiculados anúncios;
  • Vídeos Promovidos: é a publicação de vídeos segmentados por pesquisas baseadas em palavras-chave;
  • Link Patrocinado: é a tática que constrói uma rede de conteúdos interligados por hiperlinks.

Ficou um pouco confuso com a estratégia e a tática? Calma! Nós explicaremos a diferença.

Pense assim: a estratégia é o que você fará a longo prazo para atingir seus objetivos. A tática, por sua vez, é concreta e para ser feita de imediato. Por exemplo, você pode escolher:

  • Como estratégia, a atuação mídias sociais;
  • Como tática, o investimento posts patrocinados, por um curto prazo, até alcançar um bom engajamento.

Alcançando esse objetivo, você irá alterar a tática para uma atuação com uma audiência orgânica. Perceba que a mudança de tática não alterou a estratégia de atuação.

Independente do formato escolhido para atuar no ambiente virtual, é nessa etapa você deverá estipular também as formas de mensuração e as métricas para que seja possível avaliar os resultados.

4. Crie uma proposta para apresentar em sua empresa

Com base nos tópicos anteriores, recomenda-se a elaboração de uma planilha ou um documento que trará as informações mais claras e compactadas, para apresentar ao restante da equipe da empresa.

É muito comum que esse se torne o material a ser submetido para aprovação de custeio da implantação do plano de mídias digitais em sua empresa. Portanto, ele deve conter:

  • Nome do site ou blog;
  • Canais e sites nos quais os anúncios serão veiculados;
  • Quais serão os formatos desses anúncios;
  • O período de cada etapa da inserção online: atração, conversão, fechamento e fidelização;
  • Custos envolvidos: criação do site, veiculação dos anúncios, envio de e-mail marketing, contratação de profissionais especializados em redes sociais, etc.

Percebeu como essa planilha organizará de forma prática todas as informações necessárias para que os responsáveis autorizem a execução do plano e também subsidiará a equipe que irá executá-lo?

5. Implemente seu plano

Se você vai implementar seu planejamento, significa que ele foi aprovado. Ótimo! Mas não significa que o planejamento está pronto.

Nessa etapa, você deverá:

  • Acompanhar a produção das peças que serão veiculadas;
  • O cadastro junto aos veículos escolhidos;
  • Enviar os PIs (Pedidos de inserção).

Esse também é o momento para começar a olhar os relatórios. Não espere a tática — ou até mesmo a campanha, caso seja algo temporário — chegar ao final.

6. Acompanhe e adéque o planejamento de mídia online

Como dissemos no tópico anterior, após o lançamento, é importante que o acompanhamento aconteça diariamente. Ele permitirá a adequação e o ajustamento das táticas sempre que for necessário.

Nesse momento, também é importante apresentar o andamento da implantação e os resultados já alcançados. Ah! Se você criou um planejamento para uma empresa de terceiros, essa é a etapa da prestação de contas. Se possível faça isso de forma concisa. Tente não usar muitos termos técnicos, ok?

E aí, gostou do artigo de hoje? Então, reúna sua equipe e mãos à obra na criação do seu planejamento de mídia online. Não deixe compartilhar sua experiência aqui no blog, o espaço dos comentários é feito para você.