Como escolher a voz e o apresentador da sua produção de vídeo

Como escolher a voz e o apresentador da sua produção de vídeo?

Diferente do texto, o vídeo tem a função de encantar também através de suas qualidades gráficas e auditivas, isto é, audiovisuais.

O apresentador e o ambiente devem ser cativantes, de modo a conquistar a atenção e os afetos do usuário.

Você será capaz de fazer uma produção de vídeo campeã se seguir as dicas que selecionamos a seguir.

Defina os objetivos do vídeo

Em primeiro lugar, você sempre deve ter muita clareza do que o vídeo quer do espectador.

Qual imagem que a peça deseja passar junto a mensagem? Qual impacto ela deseja exercer?

O seu vídeo deve apresentar o que você quer em todos os seus aspectos, então, defina-os!

Planeje a produção de vídeo

Após definir os objetivos, faça um planejamento detalhado dos procedimentos que serão necessários para a elaboração do vídeo.

Esse planejamento irá te auxiliar nas escolhas que seguirão na elaboração e execução da peça audiovisual.

Elenque opções e faça testes

Com o planejamento em mãos, não tome decisões precipitadas. Elenque opções diversas para a sua produção de vídeo de acordo com os objetivos estabelecidos.

Elabore testes breves com as opções que selecionou. Como o vídeo é audiovisual, você só terá uma noção da sua configuração se presenciar possíveis componentes.

Escolha a pessoa certa para o resultado que deseja

Não existe uma fórmula única para escolher o apresentador e a voz ideais para o vídeo. Esses aspectos vão depender dos procedimentos anteriores.

Pergunte-se: Qual o estereótipo mais apreciado pelo meu mercado e pela minha persona? Que tipo de linguagem predomina nesse ramo? O “clima” do vídeo deve ser engraçado, sério, dinâmico, objetivo?

Perguntas desse gênero vão te auxiliar a escolher a pessoa certa para o resultado que deseja. Isso, é claro, deve estar em conformidade com as características do seu expectador.

Coloque-se no lugar do expectador

Se você trabalha com Inbound Marketing, certamente já criou uma persona. Se não criou, crie! É ela que vai direcionar todas as suas estratégias de marketing.

Procure se colocar no lugar da sua persona quando estiver realizando os testes. Saia do seu lugar e transforme-se no seu cliente.

O que será que ele vai sentir, quais serão os impulsos gerados pela peça que está produzindo?

Não se acanhe em buscar outros olhares e ouvidos para avaliar os testes. Se tiver perfis de pessoas parecidos com a sua persona ao alcance, convide-os para dar opiniões.

Fique atento ao que é regra e ao que é exceção

O timbre da voz, a “beleza” física e outros aspectos afins não são determinantes. Existem diferentes qualidades de voz e aparência para os diferentes objetivos.

Um vídeo engraçado, por exemplo, pode funcionar bem com aparências e vozes peculiares. Um vídeo de moda pede um estereótipo físico e auditivo adaptado aos padrões de beleza do momento.

Então, a única regra é: nunca exponha a sua persona a uma experiência desagradável.

Vozes baixas, falas mecânicas, insegurança na voz e nos gestos, ausência de carisma, são algumas características do que proporcionaria uma experiência desagradável ao espectador.

Na posse dessas dicas, use a sua criatividade e bom senso para adaptar o que tem disponível ao que deseja como resultado da sua produção de vídeo.

Gostou das nossas dicas? Então, bora render assunto! Deixe sua opinião, conte-nos sua experiência, compartilhe suas dúvidas nos comentários. Vamos conversar!