Aprenda como usar o Motion Design para contar as melhores histórias

Como usar o motion design para contar histórias em vídeo?

Você já parou para pensar no peso e na relevância de uma história? No quão importante é disseminar uma narrativa para que você possa passar conhecimento, seja ele de qualquer tipo? Nos dias de hoje, principalmente com o domínio das mais diversas redes sociais, saber contar uma boa história é a melhor forma de encantar o público com o seu conteúdo. Mas qual seria a maneira certa de fazer isso, no caso?

Para entender melhor sobre a melhor forma de espalhar seu conteúdo pelas redes, é essencial que você conheça o motion design — uma parte do estudo do design gráfico que chegou para ficar e encantar — e tenha em mente alguns conceitos, como o storytelling.

Como usar deste recurso para contar as tais histórias? É isso que vamos te ensinar hoje!

O que é o motion design?

O motion design é, basicamente, o conjunto de princípios utilizados no design gráfico voltados para a produção em vídeos. Dessa forma, pode-se dizer que o termo se refere ao design de animações, seja ele de desenhos ou simplesmente tipográfico.

Ele existe há muitas décadas e está presente em praticamente todas as produções televisivas e cinematográficas que assistimos — nós só não sabemos (o motion design é chamado também de produção “invisível”, uma vez que ele é pouco notado no panorama geral dessas produções).

No entanto, o motion design começou a ser mais bem reconhecido, trabalhado e valorizado apenas nos últimos anos. Hoje, ele é utilizado, em forma de vídeos curtos, para trazer o conteúdo de grandes ou pequenas marcas às redes.

É uma nova forma de investimento em comunicação com o público — que consome informações de uma maneira totalmente diferente de anos atrás. As histórias em formato animado tornam todo o tipo de conhecimento mais facilmente absorvido e encantador.

E o que é storytelling?

O storytelling é exatamente esta prática de desenvolver o conteúdo para o público a partir da formação de uma história que o envolve. Diferentemente do motion design, ele já existe há muitos e muitos séculos — contar histórias é uma tradição milenar, usada desde a época das cavernas por meio das pinturas. Comunicar e narrar os acontecimentos é essencial para que possamos compreender o mundo que nos cerca e o que ele pode nos oferecer!

O storytelling do qual estamos falando é focado, agora, no mercado. É uma ótima forma de gerar empatia com quem você deseja atingir, afinal, uma história com enredo e personagens cria conexão com o consumidor.

Colocá-lo frente a frente com um herói que alcança seus objetivos ou um cidadão que vence um inimigo muda toda a perspectiva de seu produto, pois, agora, seu público conseguirá se enxergar.

Por que e como unir os dois conceitos?

O porquê é simples: Fazemos parte de uma geração que quer receber a maior quantidade de informação possível, mas que não dispõe do tempo suficiente para ler e captar tudo. Os vídeos do motion design são ideais para contar histórias exatamente por isso: são rápidos, visualmente bonitos, simples e muito explicativos.

Estamos a cada dia que se passa com menos tempo disponível, e um bom vídeo salta aos nossos olhos quando estão rolando a timeline. Mas como criar este formato de conteúdo?

Escolha uma história eficaz

É importante conhecer o seu público (e seu produto, é claro) para, depois, entender qual a melhor forma de construir sua história. Criar um herói ou inimigo, por exemplo, são boas formas de criar essa desejada conexão com o consumidor, como já citamos.

Faça o vídeo

É necessário o conhecimento de algumas ferramentas de criação e de edição, como o Adobe After Effects. Por esse motivo e por ser uma ferramenta tão complexa, o ideal é contratar uma boa equipe para fazer o trabalho por você!

Saiba como divulgar

De nada adianta ter um vídeo incrível em mãos se você não souber como divulgá-lo. Sendo assim, use e abuse das redes sociais de sua marca para garantir a propagação do conteúdo criado, ok?

E aí, se interessou pelo motion design? Então, temos certeza que você vai curtir entender mais sobre o que as pessoas gostam (ou não!) em um vídeo online. Não deixe de conferir!