Por que a sua empresa deve migrar para vídeos online?

Por que sua empresa deve migrar da TV para o vídeo online?

As novas ferramentas de comunicação estão mudando a forma como as pessoas interagem. Esse fato deve ser compreendido por anunciantes de modo que as campanhas também se adaptem às circunstâncias.

Não é difícil encontrar exemplos que comprovam essa situação atual. Grandes campanhas que no passado encontravam nos veículos tradicionais sua melhor forma de exposição, agora já são vistas em outras plataformas. Canais como o Youtube, por exemplo, crescem cada dia mais, enquanto propagandas de TV, ainda que tenham sua importância, já não ocupam o mesmo espaço de antes diante dos anunciantes.

Sendo assim, confira a seguir motivos para migrar da TV para o vídeo online.

É tendência

Um estudo publicado pela agência de marketing digital, Distilled, “O futuro da TV” estimou que até 2020, cerca de US$ 25 bilhões devem, a cada ano, migrar da TV para os vídeos online. Isso significa que quem não acompanhar o movimento pode perder clientes.

Os números confirmam isso: de acordo com o blog Infographicgalleries, em 2015, o internauta assiste em média 206 vídeos por mês, número que tende a aumentar à medida que a tecnologia mobile torna cada vez mais fácil assistir vídeos pelos celulares.

O motivo

A queda de audiência dos programas de TV, além da facilidade de acesso à internet (a tecnologia oferece dispositivos de qualidade onde é possível assistir programas com boa velocidade de conexão), demonstram uma mudança de hábito no consumidor. Com serviços como Netflix e Youtube, não é difícil entender a lógica dessa mudança. Se antes, a única opção era sentar em frente ao aparelho e torcer para que a programação fosse interessante, agora é possível escolher a própria programação e assistir na hora que bem entender.

Desvantagens da TV

Colocar um vídeo em horário nobre, por exemplo, para atingir grande audiência, exige gastos elevados. Além disso, a segmentação é baixa. Quando se comunica no intervalo de uma novela, a audiência costuma ser bem diversificada, o que dificulta uma ação mais pontual por parte do anunciante. Isso sem falar nas baixas audiências que até mesmo programas mais tradicionais tem apresentado nos últimos anos. Não é mais totalmente seguro investir num meio que em menos de uma década já perdeu boa parte de seu público.

Por que investir nos vídeos online?

Porque as pessoas assistem. A média do brasileiro em 2015 é de 5,5 horas por dia assistindo conteúdo de vídeo, e esse número só deve crescer, o que é muito relevante. Além disso, em ambiente online existem possibilidades maiores para trabalhar com a criatividade na criação de campanhas, diferentemente da TV onde os anúncios tendem a adequar-se a determinado padrão estabelecido pela emissora. Grandes companhias já tem até mesmo seu canal oficial para divulgar campanhas em canais de vídeo. Isso é um sinal de que o caminho para o futuro passa por esse recurso.

Faça a escolha certa: vídeo online

Os números reforçam a impressão: o vídeo online deve tomar o espaço da TV tradicional no mundo publicitário em questão de alguns anos. Quem estiver atento a isso, terá condições de atingir primeiro os clientes. Sendo assim, invista em materiais de qualidade e trabalhe sua campanha com as ferramentas que a cada dia se mostram maiores e mais eficientes. Certamente isso trará resultados satisfatórios o quanto antes.

Gostou do texto? Contamos com seu feedback. Comente aqui embaixo.