Como conquistar sua audiência por meio de histórias

Como histórias que valem a pena vão ganhar o coração da sua audiência

Muitas técnicas e estratégias mirabolantes são desenvolvidas no sentido de atrair audiência qualificada para empresas, mas uma coisa nunca muda: as pessoas gostam de histórias e se sentem cativadas por elas, a ponto de tornar o storytelling uma das práticas de maior sucesso do marketing. A habilidade de contar uma história, e contextualizar o seu produto ou serviço em uma boa narrativa, pode ser a chave para atrair público bem segmentado para o seu negócio. Entenda melhor como histórias que valem a pena vão ganhar o coração da sua audiência e multiplicar o impacto e o alcance da sua marca no ambiente online:

Boas histórias movem o mundo

Não é de hoje que as histórias motivam as pessoas e transmitem conceitos e ideias através do tempo. As tradições orais são transmitidas através de histórias de geração em geração desde muito antes da existência da própria História — que surgiu assim que o ser humano concebeu a escrita.

Narrativas envolventes têm características que favorecem a absorção das ideias, capturam completamente a atenção das pessoas e mantêm o seu foco na mensagem que se quer transmitir. Mas contar uma boa história, que seja interessante e ao mesmo tempo conduza um usuário a concretizar as ações que você deseja deles, não é tarefa fácil.

Características do bom storytelling

É necessário contar com toda uma técnica de abordagem e desenvolvimento desta história para fazer com que ela cumpra os seus objetivos dentro do marketing. Algumas características são comuns a boas estratégias de storytelling, que garantem sua efetividade como parte de uma estratégia bem planejada.

Ímã de atenção

A principal característica de uma boa história é que ela atrai a atenção das pessoas. Para transmitir uma mensagem, é necessário cumprir este passo primeiro, para depois trabalhar a mensagem propriamente dita.

Laços emocionais

Boas histórias criam laços com seus espectadores, a base da empatia, o que fará com que o receptor atribua valor à mensagem que lhe é transmitida. As emoções são uma espécie de hot spot que se deseja ativar para provocar consumo de bens e serviços. Ao alcançá-las através de boas histórias, tem-se a oportunidade de ligar a sua mensagem a conceitos positivos e úteis para melhorar a reputação e a imagem de uma companhia no mercado.

Profunda imersão

Colocar o leitor dentro da história é uma excelente maneira de fazê-lo se envolver de maneira positiva. Para isso, várias técnicas podem ser utilizadas, como demonstrar as fraquezas do protagonista, que apesar dos desafios consegue superar as suas limitações, alcançando seus objetivos dentro da narrativa.

Mas esta é apenas uma de muitas técnicas de storytelling para promover a imersão do receptor, potencializando o impacto diante do público.

Boas histórias são sobre pessoas

Isso não significa que histórias sobre objetos ou lugares não sejam boas, não é isso. Mas existe uma necessidade de humanizar essas histórias, contextualizá-las em um mundo onde as escolhas de cada pessoa é que são os verdadeiros ingredientes de narrativas envolventes e cativantes.

E, neste sentido, os conflitos também têm papel fundamental ao colocar obstáculos a serem superados, o que normalmente se torna a causa e motivação da existência dessa história.

Certifique-se de que as pessoas e os seus conflitos estejam alinhados aos objetivos das suas ações, e tenha sempre em mente que o melhor é ser conciso e objetivo; estenda o assunto apenas o necessário, para não tornar a narrativa maçante e ineficiente.

Há muito mais para aprender sobre o storytelling. Contar boas histórias, cativantes e envolventes, é praticamente uma arte. E é por isso que você não pode deixar de conferir novos artigos a respeito. A propósito, conte para a gente nos comentários: para você, qual a principal característica de uma boa história?